Vida pelo Mundo | Dicas e inspirações de viagens!

Ainda tem gente achando que viajar é um sonho distante, ou é apenas para quem tem rios de dinheiro na conta, o que já foi provado por diversos viajantes duros que não é verdade (a Pãmela, do 100 frescura e 1000 destinos e o Rogério, do Com a cara e a coragem, são ótimos exemplos).

Existem diversas maneiras de viajar barato, e com um bom planejamento, você encontrará um destino adequado ao seu bolso.

Vamos te dar as dicas que fazem toda diferença no orçamento da viagem!

1. Pesquise. Muito!

A pesquisa é o início de toda viagem, e é fundamental para ela ser econômica. Sempre pesquise por hospedagens e passagens em mais de um site. Alguns sites que nós utilizamos são: Booking, Trivago, Skyscanner, Voopter, Decolar e  Submarino Viagens. Pesquise também diretamente nos sites das companhias aéreas.

Para que suas pesquisas não sejam rastreadas pelo sites, e você consiga melhores tarifas, utilize uma janela privada no seu navegador de internet. Você vai encontrar essa opção no menu Arquivo, como Janela privada ou Janela anônima.

Pesquise também a historia do local, as principais atrações e tudo que você for fazer no destino. O mais interessante é que até nos destinos mais luxuosos existem opções de lazer e hospedagem baratas.

02. Baixa temporada

Com uma rápida pesquisa no Google, é possível saber as épocas de alta e baixa temporada de cada destino. Na baixa temporada, os preços de hospedagens, passagens, passeios e até refeições são mais baratos. E o melhor, os destinos estão mais vazios! Fique atento também aos períodos de chuva, que podem fazer com que sua viagem não seja como o esperado.

São Miguel dos Milagres

Viajar na baixa temporada garante destinos mais vazios!

03. Pontos estratégicos

Se hospedar em um ponto estratégico, próximo às atrações principais, com transporte público, mercados e restaurantes, pode ajudar na economia. Às vezes optamos por uma hospedagem barata e acabamos gastando muito com o transporte, por exemplo.

Uma olhada no Google Street View antes de fechar a reserva, ajuda bastante, dá para ter uma ideia da vizinhança, das coisas próximas e se é seguro.

04. Converse com os nativos

Em muitos lugares, os moradores são receptivos, curiosos e gostam de conversar. É assim que você vai descobrir onde comer, beber e dormir mais barato, além de conhecer lugares que não aparecem nas pesquisas da internet. Essa indicações são as mais preciosas!

05. Pechinche

Nem todo mundo gosta de pechinchar, mas fica mais fácil com a prática. Durante nossas viagens, descobrimos que vale muito a pena pedir desconto, não só na hora de comprar aquela lembrancinha, mas também em hotéis, pousadas e campings. Geralmente a pessoa não fala logo de cara o menor preço que ela pode fazer, e se você ficar por mais de 3 dias, por exemplo, já é possível conseguir algum desconto.

06. Hospedagens alternativas

Se você pesquisar por outras alternativas, além de hotéis e pousadas, vai encontrar opções bem mais baratas e que proporcionam outros tipos de experiências durante a viagem.

Além das maneiras gratuitas de hospedagem, como o Couchsurfing, onde você pode dormir de graça, em casas de pessoas do mundo todo, e o Worldpackers, uma plataforma para troca de trabalho por hospedagem, sites como o Airbnb apresentam aluguéis de quartos ou casas, que geralmente são bem mais baratos que hotéis comuns.

Outra forma de conseguir economizar na hospedagem é pesquisar pessoalmente, quando chegar no local. É indicado para estadias mais longas, pois demanda um certo tempo de pesquisa, mas a economia é certa, pois as hospedagens mais baratas não estão na internet.

07. Atividades gratuitas

Pesquise e informe-se com o moradores sobre eventos ao ar livre, atividades gratuitas, parques, descontos e promoções. Muitos museus por exemplo, têm entrada gratuita em certos dias da semana. Em cidades grandes, é cada vez mais comum grupos organizarem tours gratuitos, como esse que fizemos em Berlim.

Bike

08. Milhas

As milhas são verdadeiros tesouros para os viajantes. Muita gente tem um monte de pontos acumulados no cartão de crédito, mas acaba não se informando sobre como utilizar. Você pode conseguir emitir passagens gastando apenas com as taxas de embarque!

Outra tática para acumular milhas, é se cadastrar em programas de milhagens de postos de gasolina, quem usa bastante carro pode se surpreender!

09. Anotar os gastos

Não é a coisa mais legal de fazer durante a viagem, mas é essencial para saber quanto e onde você está gastando. São 5 minutinhos para anotar, que fazem toda diferença, pois muitas vezes exageramos nos gastos, ou acabamos segurando muito, deixamos de fazer alguma coisa e no fim sobra dinheiro.

Com uma simples planilha, uso de aplicativos ou anotações no papel, você administra tranquilamente a sua viagem. No nosso caso, descobrimos que o maior gasto é com alimentação, e agora optamos por hospedagens com cozinha e fazemos nossa comida sempre que possível.

10. Itens extras

Ítens extras na bagagem podem ajudar na economia. Alguns hostels cobram taxas para o uso de toalhas, então, ter uma na mala pode te salvar alguns trocados. Ter equipamentos de camping é sempre bom, pois são a maneira mais barata de hospedagem.

Se for viajar de carro, leve algum tipo de fogão portátil, que além de quebrar um galho na hora da refeição, dá pra economizar bastante!

Agora você já pode planejar sua viagem econômica e viajar mais!

Qual é a sua dica infalível para economizar nas viagens?

 

Gostou do post? Curta o Vida pelo Mundo nas redes sociais:       

Assine nossa newsletter e receba dicas e inspirações de viagens no seu email!

 

Comentários

comentários

Leia também

Nós já te demos todas as dicas de como planejar uma viagem de carro pelo Brasil e agora vamos te...

Sempre tivemos vontade de viajar de carro pelas praias do Brasil, para ver de perto a grande...

Uma seleção de 10 destinos brasileiros para você se inspirar a conhecer melhor nosso país! 1. Baía...