Vida pelo Mundo | Dicas e inspirações de viagens!

Quase todo viajante tem o sonho de visitar Machu Picchu, conhecer a cidade inca e as maravilhosas montanhas da região. Nós realizamos esse sonho, pagando muito menos do que imaginávamos, e vamos te contar como foi!

A primeira e mais importante dica é: não feche nenhum pacote para Machu Picchu do Brasil! Em Cusco existem inúmeras agências de turismo que oferecem o passeio, com preços que variam de US$75,00 a US$300,00, dependendo da rota que você tem interesse em fazer.

 Hospedagem em Cusco 

Outro ponto importante é o ingresso. Se você quiser subir as montanhas Huayna Picchu ou Machu Picchu (montaña) para ter uma visão mais alta, é melhor comprar o ingresso antes de ir, pois eles são limitados e acabam rápido. Compre pelo site oficial, outros sites cobram comissão e sai mais caro.

Atenção estudantes! Quem tiver carteirinha ganha US$20 dólares de desconto no ingresso, não esqueça de levar!

Passeio com pacote de 3 dias

Nós fechamos um pacote de 3 dias e 2 noites, em uma agência na Plaza de Armas de Cusco, por US$95 por pessoa, que inclui:

  • Transporte Cusco – Hidroelétrica
  • Almoço em Santa Tereza
  • Ingresso a Machu Picchu (sem Huayna Picchu ou montaña)
  • Guia em Machu Picchu
  • 2 diárias de hotel em quarto de casal em Aguas Calientes
  • 1 jantar no hotel em Aguas Calientes
  • 1 café da manhã no hotel em Aguas Calientes
  • Transporte Hidroelétrica – Cusco

Essa é a opção mais barata de pacote, feita para quem gosta de caminhar! Em resumo, o passeio é assim: uma van pega os turistas no hotel ou na Plaza de Armas, leva até a Hidroelétrica (7 horas de estrada), de lá caminhamos até Aguas Clientes (± 3 horas). Dormimos em Aguas Calientes e no dia seguinte visitamos Machu Picchu, o dia todo. Dormimos mais uma noite em Aguas Calientes e no outro dia voltamos caminhando até a Hidroelétrica (± 3 horas) e de lá vamos de van para Cusco (7 horas).

Existe a opção de dormir apenas uma noite em Aguas Calientes, que nós não recomendamos! A única diferença de preço é o valor da diária do hotel (30 soles) e tem que visitar Machu Picchu só até as 11h e fazer a trilha de 3 horas até a hidroelétrica em seguida. É muito mais cansativo e não dá para aproveitar tanto em Machu Picchu.

Publicidade

Machu Picchu por conta própria

Pra quem prefere fazer tudo por conta própria, sem agência, esses são os valores:

  • Ingresso Machu Picchu: de U$50 a U$58
  • Transporte Cusco – Hidroelétrica: ± 35 soles (por pessoa)
  • Diária hotel em Aguas Calientes: ± 30 soles (x2 noites = 60 soles)
  • Refeições: ± 15 soles por refeição (2 almoços + 2 jantas = 60 soles) (2 cafés da manhã = 20 soles)
  • Transporte Hidroelétrica – Cusco: ± 35 soles
  • Total: 210 soles (± U$54) + U$50 = ±U$104

Ou seja, mesmo que você consiga refeição, hotel ou transporte mais barato, a diferença é mínima! E isso sem guia, que no caso de Machu Picchu vale muito a pena, para entender toda a cidade inca. Dá pra contratar guia lá mesmo, é só perguntar se você pode se juntar ao grupo, mas não sabemos quanto eles cobram.

Agora vamos contar mais detalhadamente como foi toda nossa saga.

• Dia 1: Cusco – Hidroelétrica – trilha para Aguas calientes

Saímos de Cusco às 7:30, com destino a Hidroelétrica, com a mini van da agência. A estrada é bem sinistra e com muitas curvas, no meio das montanhas. A paisagem é linda, mas é a pior parte do passeio, porque balança demais e é desconfortável.

Depois de umas 6 horas de zig-zag na estrada, paramos na cidade de Santa Tereza para almoçar e em mais 40 minutos chegamos na Hidroelétrica, local onde começa a trilha para Aguas Calientes, ou Machu Picchu Pueblo, cidade base para quem visita Machu Picchu.

Estrada Machu Picchu

Curvas, curvas e mais curvas na estrada!

A trilha é dentro da amazônia peruana, seguindo o trilho do trem. O comecinho assusta um pouco pois tem uma subida pelo meio do mato, mas depois toda a trilha é plana e com sombra.

A paisagem é inacreditável, com montanhas, muitas árvores e o rio Urubamba ao lado, acompanhando todo o percurso.

Fizemos a trilha bem tranquilos e parando algumas vezes para comer ou fotografar, terminando o trajeto de ± 9km em 3 horas.

Chegamos em Aguas Calientes umas 18h e fomos para o hostel jantar, retirar os ingressos e conversar com a guia que nos encontraria em Machu Picchu no dia seguinte. Ela passou todas informações necessárias e nos disse para sairmos às 04h30 da manhã do dia seguinte para encontrá-la no portão às 06h30.

Placa Machu Picchu

Oi Amazônia!! 😀

Trilha Machu Picchu

Let’s do it!!

Trilha Machu Picchu

Trilha Machu Picchu

Árvores gigantes no caminho!

Trilha Machu Picchu

Uma paradinha para comer com essa vista para o Rio Urubamba!

• Dia 2: Visita a Machu Picchu

Acordamos às 04h, tomamos café no hostel e fomos rumo a trilha até o portão de entrada de Machu Picchu.

A trilha é um pouco difícil, pois o caminho é todo em escada, com inúmeros degraus irregulares. Fizemos em 01h15 de muito suor!

Caso você queira evitar essa parte, dá pra ir de ônibus. Eles partem de Aguas Calientes, levam até o portão de Machu Picchu e custam US$12,00.

Trilha Machu Picchu

O caminho em verde é da trilha a pé e o outro, a rota do ônibus.

Entramos no parque por volta das 06h40 com a guia e esperamos para ver o sol nascer por trás das montanhas. Depois já começou o tour, que levou 2 horas e mostrou a função de cada construção, além de diversas curiosidades sobre a sociedade inca.

Após o tour guiado tivemos o dia livre para explorar as ruínas por conta própria e visitar outros pontos que não são abordados com o guia, como o portão do sol (1 hora de caminhada a partir das ruínas principais) e a ponte inca (30 minutos de caminhada).

Depois de já ter andando o parque inteiro, voltamos escada abaixo até Aguas Calientes, terminando o dia com mais 01h30 de caminhada.

Machu Picchu

O sol nascendo, de dentro do parque!

Machu Picchu

machu-picchu-2

Machu Picchu

A cidade inca!

Machu Picchu

Machu Picchu

Cidade inca, Machu Picchu, Peru

Templo de las 3 Ventanas, Machu Picchu

El Templo de las 3 Ventanas

Machu Picchu

A foto clássica!

Machu Picchu

Dia inesquecível!

Machu Picchu

Vista do caminho para o portão do sol.

Machu Picchu, Peru

Nossa amiga lhama e a montanha Wayna Picchu ao fundo.

Portão do sol, Machu Picchu, Peru

Portão do sol.

Ponte inca, Machu Picchu, Peru

A ponte inca.

• Dia 3: Trilha Aguas Calientes – Hidroelétrica – Cusco

Acordamos sem pressa, arrumamos a mochila e encaramos 3 horas de caminhada voltando até a Hidroelétrica, onde a van nos aguardava pra retornar a Cusco.

Quem tiver muito cansado, pode pegar o trem de Aguas Calientes até Ollantaytambo. Dá pra comprar na hora mesmo e custa a partir de U$64,00.

Depois mais 7 horas de van chacoalhando pelas montanhas e chegamos em Cusco com um sonho realizado!

O que levar a Machu Picchu

Lembre que, se você fizer esse mesmo tipo de tour que nós, vai fazer a trilha com toda sua bagagem, então não exagere! Todo mundo em Cusco fala pra você levar comida e água de lá, porque em Aguas Calientes é caríssimo, mas na verdade nem é tanto assim.

Dentro do parque não tem nada para vender, então leve água e comida! Também não tem banheiro, só no portão de entrada e saída.

  • 2 trocas de roupa
  • pelo menos 1 litro de água por pessoa
  • capa de chuva
  • protetor solar
  • chapéu/boné
  • snacks (fruta, bolacha, amendoim, etc)
  • roupa de frio (em Aguas Calientes costuma fazer frio a noite)

Dica extra!

Sabia que dá pra carimbar o passaporte em Machu Picchu? No guarda-volumes, perto do portão de entrada, tem um carimbo que você pode usar e é de graça! Está disponível a partir das 09h00.

Carimbo Machu Picchu

O carimbo mais legal do passaporte!

A visita a Machu Picchu é um evento totalmente impressionante! Recomendamos a todas pessoas que tem esse sonho que reservem uns dias da sua vida pra ir a esse lugar tão especial!

E você, já foi a Machu Picchu ou está planejando? Tem alguma dica ou dúvida? Fala tudo nos comentários!

 

Gostou do post? Curta o Vida pelo Mundo nas redes sociais:       

Assine nossa newsletter e receba dicas e inspirações de viagens no seu email!

 

Comentários

comentários

Leia também

A Laguna Quilotoa se localiza na região andina do Equador, a 167 Km da capital Quito, e foi formada...

O Parque Nacional de Torotoro, localizado no departamento de Potosí, na Bolívia é um lugar pouco...

Puno é uma pequena cidade às margens do lago Titicaca, no Peru. O principal atrativo do local são...