Vida pelo Mundo | Dicas e inspirações de viagens!

Lima, a capital do Peru, é uma grande cidade, com construções históricas da época da colonização espanhola, ruínas de civilizações milenares e praias com falésias gigantes, além de ter se tornado pólo gastronômico nos últimos anos.

Os bairros mais atrativos para os turistas são Miraflores, onde se concentram a maioria dos hotéis, Barranco, o bairro boêmio e o Centro Histórico.

Principais atrações de Lima

As seguintes atrações podem ser visitadas tranquilamente em um roteiro de 3 dias.

Centro Histórico

O Centro Histórico é a principal atração da cidade, com construções coloniais, palácio, igrejas e museus em todo o entorno da Plaza de Armas.

Ao lado esquerdo de quem olha para o Palácio, tem uma rua com restaurantes de comida criolla, típicas do Peru, com bom preço e bastante frequentada pelo locais. Tem também uma feira de artesanato, que acontece todos os dias.

Lima, plaza de armas

Comida criolla, Lima

Comida criolla no centro de Lima. Arroz de pollo com papa a la huancaína e Ají de gallina com ceviche! Hmmm

• Igreja de San Francisco

Igreja enorme, construída pelas missões franciscanas, mostrando todo seu poder. No início era também o cemitério de toda a população, e os mais ricos tinham tumbas maiores. Com o passar dos anos, após a cidade ganhar seu próprio cemitério, apenas os franciscanos passaram a ser enterrados lá, e continuam até hoje.

Há uma visita guiada às catacumbas com ossadas organizadas para exibição. O museu da igreja tem uma biblioteca linda, onde se concentravam todos os livros da época, salas onde os franciscanos ensaiavam o coral e um refeitório. A pintura em destaque no refeitório é muito interessante, pois mostra os irmãos franciscanos e alguns apóstolos comendo refeições típicas do Peru, como o cuy (porquinho da Índia) e ají, a pimenta que eles utilizam em diversas receitas.

A entrada na igreja é gratuita, e para as catacumbas e museu, custa 10 soles, com guia incluso.

Igreja São Francisco, Lima

Igreja São Francisco, Lima

Igreja São Francisco, Lima

Igreja São Francisco, Lima

Catacumbas Igreja São Francisco, Lima

• Museo de la Inquisición

Local onde eram julgados os crimes da época da inquisição e onde faziam torturas com os julgados. Mostra algumas técnicas utilizadas nas torturas, que impressionam pela crueldade.

O edifício depois virou sede do Congresso e a entrada com guia é gratuita.

Museu da inquisição, Lima

Museu da inquisição, Lima

• Mercado central

Rolê para quem gosta de ir além dos pontos turísticos básicos e ver uma coisa mais real. Um ótimo lugar para ver os ingredientes típicos peruanos, como o milho roxo, diversos tipos de batatas e feijões e o cuy (vivo ou morto).

Vale a pena parar para tomar um suco em alguma das barracas. Nós tomamos um de guanabana, que no Brasil chama fruta do conde, e estava maravilhoso! Também tem bancas que servem refeições, mas é tudo meio precário.

Mercado central, Lima

• Barrio Chino

Quase toda grande cidade tem um bairro chinês, e nós sempre gostamos de visitá-los, mas o de Lima não nos encantou muito. Parece um pouco a 25 de março de São Paulo, um monte de gente e lojas de diversas tranqueiras. Ficamos 5 minutos e fomos embora.

Miraflores

Miraflores é um bairro comercial, onde se concentram empresas, hotéis e lojas de grandes redes. Os maiores atrativos são o Parque Kennedy, o Parque del Amor e as ruínas de Huaca Pucllana. Tirando as ruínas, é um centro comercial como de qualquer outra cidade grande, não tem nada muito autêntico.



Booking.com

• Parque Kennedy

O Parque Kennedy, no coração de Miraflores, é bastante frequentado pelos limenhos e turistas, onde é possível alugar bike, patins e fazer caminhada. Uma coisa curiosa é que ele é cheio de gatos de rua, que recebem comida dos moradores e também podem ser adotados.

A Avenida Mcal. Oscar R. Benavides, ao lado do parque, fica fechada aos domingos, quando acontecem diversas atividades esportivas e feira de arte, com quadros de artistas peruanos.

Parque Kennedy, Lima

Parque Kennedy, Lima

• Parque del Amor

O Parque del Amor, também no bairro de Miraflores, fica de frente para a praia e tem lindos mosaicos com frases românticas. É ótimo para correr, andar de bike, patins e apreciar o Oceano Pacífico. Para os mais empolgados, dá para voar de parapente. É mais extenso que o Parque Kennedy e a vista é linda!

Parque del Amor, Lima

Parque del Amor, Lima

Parque del Amor, Lima

• Huaca Pucllana

As ruínas de Huaca Pucllana, em Miraflores, são vestígios de civilizações pré-incas, denominadas população Lima. São construções em formato de pirâmide, onde aconteciam eventos religiosos e administrativos. Os tijolos eram todos feitos a mão, sem molde e dispostos de forma que pudessem suportar terremotos. Hoje, não são todos autênticos, algumas partes foram restauradas, mas dá pra ver bastante do original.

O ingresso custa 12 soles para visitas durante o dia, 15 soles para a noite e já inclui guia. Como o local é todo a céu aberto e faz muito calor em Lima, recomendamos a visita noturna.

Dá pra ir de transporte público, o Metropolitano, descendo na estação Ricardo Palma.

Huaca Pucllana, Lima

Huaca Pucllana, Lima

Huaca Pucllana, Lima

Huaca Pucllana, Lima

Barranco

Barranco é o bairro boêmio da cidade, com vários bares, restaurantes e baladas. Tem lindas mansões coloniais e é mais residencial, de classe média.

A rua Jirón de la Unión, concentra alguns restaurantes não muito turísticos, com bons preços e boa comida. Nela, também tem o Mercado El Capullo (número 147), que nos chamou a atenção por estar cheio de moradores locais almoçando. Tem boxes de açougue, condimentos e restaurantes. Comemos ceviche e chincharón no restaurante El Capullito e estava delicioso!

Ainda na Jirón de la Union, tem a Feria de Barranco, com produtos de marcas independentes, comidinhas e palco para shows.

A Avenida Miguel Grau também está repleta de restaurantes, bares e baladas.

O Parque de Barranco é bem bonito e arborizado, tem vista para a praia e uma escadaria com graffitis de artistas peruanos.

Na praia de Barranco há uma pequena faixa de areia, onde é possível alugar guarda-sol, e o resto da praia é de pedras, não é muito bonita para os padrões brasileiros.

Graffiti, Lima

Graffiti de Elliot Tupac, em Barranco

Transporte público

O Metropolitano é um corredor exclusivo de ônibus, custa 2,50 soles e atende todos esses pontos turísticos que citamos. Para usar é necessário ter um cartão, mas você pode dar o dinheiro para alguém passar o cartão para você.

Dica extra!

Chegando de avião, não contrate o primeiro serviço de táxi que você encontrar. Depois do portão de desembarque, ainda dentro do aeroporto, há guichês que custam a metade do preço.

Foi em algum lugar incrível em Lima? Conta nos comentários!

 

Gostou do post? Curta o Vida pelo Mundo nas redes sociais:       

Assine nossa newsletter e receba dicas e inspirações de viagens no seu email!

 

Comentários

comentários

Leia também

A Laguna Quilotoa se localiza na região andina do Equador, a 167 Km da capital Quito, e foi formada...

O Parque Nacional de Torotoro, localizado no departamento de Potosí, na Bolívia é um lugar pouco...

Puno é uma pequena cidade às margens do lago Titicaca, no Peru. O principal atrativo do local são...